Now Reading
Confiança e transparência: palavras que geram dinheiro
3 min · 30

Confiança e transparência: palavras que geram dinheiro

A confiança é o fator-chave que gera investimentos, apesar dos números que possa apresentar a dívida soberana de um país. Várias vezes eu comentei sobre o confronto entre a administração Trump e o Congresso dos Estados Unidos da América, cujas câmaras são controladas pelo Partido Republicano, ao qual pertence o Presidente Trump.

Um caso completamente diferente ao do Presidente Obama, para quem a árdua negociação sobre o limite ou nível máximo da dívida soberana do país tinha uma certa lógica por não ter, o seu Partido Democrata, o controlo de, pelo menos, uma das câmaras.

Aumento da dívida, para o quê?

O interessante do evento,  não é que se fale do limite da dívida, mas sim que se discuta em que investirá a administração Trump esse dinheiro para que um limite determinado seja aprovado, porque, eu lhes comentei que esse aumento não se dá por dívida emitida, senão, pelo pagamento de juros que envolve esses pagamentos.

Então, o que é que estamos a aprender aqui?, parece que dever dinheiro não é tão mau. O que realmente importa é o que fazemos com o dinheiro que estamos a dever, isto é, qual é o retorno social e económico que vai obter-se nesse endividamento.

Uma chave essencial do endividamento

Para todos aqueles que começam a ser investidores em YOInvierto é fundamental compreender o endividamento, porque vamos usá-lo muitas vezes nas nossas vidas para gerar valor e riqueza. Ninguém espera ter o dinheiro suficiente para comprar uma casa ou um carro, porque de certeza, nunca o teria.

Os Estados Unidos da América é o país mais endividado do mundo, o seu nível de dívida externa é de mais de 14 trilhões de dólares, uma enorme quantidade de zeros para a direita, dos quais quase 50% é possuída por países estrangeiros através das chamadas reservas internacionais. A China, o Japão, a Arábia Saudita, o Reino Unido e a Irlanda são os principais países, e os dois primeiros, por sua vez, são o segundo e terceiro país mais endividado do mundo. Então, qual é a relação entre a dívida e as reservas internacionais nesses países, ao contrário dos EUA que não tem reservas internacionais?

A vocês não lhes parece maravilhoso que um país tenha conseguido atrair tantos investidores para comprarem dívida a taxas baixíssimas de juros e sem ter nenhum apoio económico que dê suporte a sua moeda, o dólar norte-americano?

See Also

Esse fator que promove a esses investidores a investir chama-se CONFIANÇA, e em outro artigo, lhes falarei a maneira para gerir isto da confiança, com a dívida externa e o valor da moeda.

Com o C de Certeza, convido-te a comentar ou colocar qualquer dúvida que tenhas, e pessoalmente, responder-te-ei. Se pensaste em um amigo, por favor, partilha este artigo com ele, pois, lhe pode gerar valor.

Obrigado por investir em ti!

Santi Fernández

@yoinviertoenti

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Copyright © Todos los Derechos Reservados

Aviso Legal - Política de privacidad - Política de cookies

Scroll To Top