Now Reading
Escolhe sentir-te bem como primeira opção
3 min · 30

Escolhe sentir-te bem como primeira opção

Escolhe a sentir-te bem, é uma coisa que eu aprendi nos últimos meses, porque o sentir-se bem é uma escolha pessoal. Não depende de como nos está a  tratar o dia, de como andam as nossas finanças, nem das circunstâncias atuais e, inclusive, do que a pessoa ou pessoas que tu gostas ou amas digam ou manifestem de ti.

Escolher é uma decisão pessoal, assim como estás a ler, uma decisão, porque parte do princípio de que só tu podes dar poder a alguém ou alguma coisa em relação a teu sentir. Não significa que não vais sentir, não. Trata-se de como lidar com essa sensação, essa emoção que imprime em ti algo que te faz mudar o teu estado de espírito. É algo que realmente só com a prática consciente podemos trabalhar.

Em um artigo anterior mencionava que o agradecer (1) é a ferramenta mais poderosa para demonstrar ao universo que estamos conscientes do abençoados que somos por ter tudo o que temos e por tudo o vivido, como parte de uma experiência para crescer. Em outro artigo, apontava como nos agredimos pessoalmente com o uso da palavra e do pensamento, quando nos dizemos coisas que acreditamos como certas de nós mesmos (2).

Baseia-se em algo muito simples, mas difícil de praticar pela primeira vez. Trata-se de estar presente na posição de observador dos nossos pensamentos. No momento em que podes detetar o que é  que promove uma mudança de espírito em ti, começarás a assumir o comando da situação, mesmo quando ainda te afete emocionalmente. Se estás a te observar já é uma grande conquista, porque a partir daí podes tirar o poder a esse pensamento e, com isso, a sensação que gera. Escolhe a sentir-te bem…

Essa emoção chamada medo

Se permitimos que um pensamento negativo de nós mesmos nos atinja gerando uma sensação no estômago,  isso não é mais que uma emoção chamada medo, vamos paralisar e, em seguida, com o afã de não senti-lo, vamos resistir-nos e  aumentar essa sensação que nos faz sentir mal.

Se, pelo contrário, observamos a sensação que nos produz, somos conscientes disso, não lutamos contra esse pensamento, com certeza ele vai perder força ao perceber que estamos criando um conceito de nós mesmos que não é verdade e que esamos dispostos a reverter o que poderia ter gerado a sensação.

Escolhe sem resistência e permite que as coisas fluam

Escolhe sentir-te bem sem resistir a nada. Permite que apareçam as coisas que diariamente acontecem e apanha o melhor delas. Parece algo muito louco o que eu estou a dizer, mas na medida em que deixamos que as coisas se encaixem de maneira quase mágica e apenas nos focamos em fazer coisas que nos gerem satisfação, alegria e, portanto, aumentam o nosso sentido de criatividade, nos estaremos alimentando com a energia necessária para levar adiante um dia e, em consequência, atrairemos o melhor de maneira simples e sem esforço.

O melhor exemplo para explicar isto é observar às crianças pequenas ou bebês, se os detalhas durante um dia, vais perceber como eles estão em uma constante alegria, que vem de seu ser interno, pois nada externo lhes está gerando essa sensação.

Nesses primeiros anos eles não lhe dão valor aos presentes materiais, mas sim, aos abraços, os sorrisos, os beijos que recebem e os dão de volta de forma igualitária e não fazem diferença alguma. Podem ficar aborrecidos contigo e aos cinco minutos estão sorrindo para dar-te a mão, para que brinques com eles, porque eles não têm passado, nem memória, nem códigos que lhes digam que ele é mau, ele não me quer, ele não me acarinha.

Todas as manhãs, vamos nos propor em que tudo ficará bem desde o acordar, dando graças e estarmos atentos aos pensamentos e circunstâncias. Cada vez que algo se proponha a ativar o nosso espírito estejamos presentes e alerta para saber que não queremos dar-lhe poder. Simplesmente, observá-lo agradecendo por ter essa oportunidade e respira profundamente. Entretanto, trabalhamos focados em resolver as coisas de maneira tranquila e colocar as nossas energias em criar.

See Also

Com o C de Certeza, convido-te a comentar ou colocar qualquer dúvida que tenhas, e pessoalmente responder-te-ei. Se pensaste em alguem, por favor, partilha este artigo, pois, lhe pode gerar valor.

 

Obrigado por investir em ti!

Santi Fernández

@yoinviertoenti

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Copyright © Todos los Derechos Reservados

Aviso Legal - Política de privacidad - Política de cookies

Scroll To Top