Now Reading
O espelho, um reflexo dos nossos pensamentos e autoestima.
3 min · 86

O espelho, um reflexo dos nossos pensamentos e autoestima.

O espelho permite ver o nosso reflexo, no entanto, o que é o que nós vemos realmente quando estamos frente a ele? Recentemente, li um livro e depois vi um filme intitulado E tu que sabes?, que fala dos estudos recentes sobre a física quântica e a forma como esta disciplina dá-nos luzes a respeito de que nada é o que parece. É algo, acredite, muito, mas muito denso para falar-lhes hoje, por isso, eu penso que seria mais útil falar-lhes do espelho.

É muito provável que uma das primeiras coisas que tu fazes quando acordas é ir à casa de banho e uma das rotinas é escovar os dentes, antes ou depois de tomar um duche. Em todo caso, a minha pergunta para ti é o que vês no espelho?, o que dizes quando te estar a ver nele?, o que sentes? Provávelmente nada, porque estás pensando em outras mil e quinhentas coisas diferentes a sentir que estás a escovar bem os teus dentes, ou desfrutando da água no duche, em vez de desfrutar desse maravilhoso momento presente. Certamente estamos no passado ou no futuro, ou em nenhum dos dois, pensando em algo que não existe, e haverá outras e outros que, quando se vêem, sentem, dizem, que feio estou, que gordo, que careca, que rugas, passei mal a noite passada, que estúpida foi em acreditar naquele homem…

Toda essa capacidade de tolerância que temos para com os nossos pensamentos e julgamentos sobre nós é a mesma que lhe permitimos aos outros que digam, façam ou pensem de nós. Essa autoestima na capacidade de fazer julgamento de nós mesmos é a chave para relacionarmos eficazmente com os outros. Nossas reações são o reflexo do que sentimos dentro de nós mesmos, do que estamos fazendo bem ou mal.

Relacionamentos saudáveis, iniciando-se com o espelho

O uso impecável da palavra é fundamental para se ter relacionamentos saudáveis, começando com o espelho. O que dizemos a nós mesmos na forma de julgamentos e o que dizemos aos outros têm um profundo impacto, seja bom ou ruim.

Quando vemos que um político muda de forma dramática a sua forma de relacionar-se e deixa de ser quem costumava ser, para se tornar em uma pessoa inacessível, é provável que tenha muito a ver com a quantidade de aduladores que lhe dizem que ele está a fazer tudo muito bem, embora seja o contrário e, ele acredita nisso, isto é, lhe dá poder à palavra do outro, toma como certo de que o está a  fazer muito bem e deixa de ouvir completamente. Então, o poder daquilo que nós dizemos e do que dizemos aos outros tem um impacto, por isso, convido-os a ser mais compassivos para com vocês mesmos, para assim ser capaz de ser com os outros.

O exercício do espelho é simples, enquanto estão a escovar os dentes, simplesmente estejam presentes e se chega algum pensamento negativo, simplesmente olhem para ele, não o rejeitem, então, vai perder poder para deixar-lhes dar entrada a um pensamento positivo ou digam para si mesmos coisas bonitas: quanto valem, que belas estão nessa manhã, estudamos muito bem para o exame ou a apresentação de hoje, nos sentimos bem ou que sexy e quão atraentes ou bonitos estamos, por exemplo. Esta simples mas poderosa manifestação de agrado para sua própria pessoa lhes fará um amanhecer diferente para enfrentar a muitos outros espelhos, que são as suas relações pessoais diárias.

Com o C de Certeza, convido-te a comentar ou colocar qualquer dúvida que tenhas, e pessoalmente responder-te-ei. Se pensaste em alguem, por favor, partilha este artigo, pois, lhe pode gerar valor.

Obrigado por investir em ti!

See Also

 

Santi Fernández

@yoinviertoenti

 

View Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Copyright © Todos los Derechos Reservados

Aviso Legal - Política de privacidad - Política de cookies

Scroll To Top